1969 – 2019

Reportagem Jornal Correio do Ribatejo 17/04/2019

Foi em Outubro de 1969 que nasceu o projecto do Veto – Teatro Oficina. Começou por se representar teatro para crianças, aos domingos de manhã. Espectáculos com entradas gratuitas, no Teatro Taborda em Santarém, a que se seguiram representações em itinerância.

É nesta que surgem no Círculo Cultural Scalabitano, os palhaços “Pantufa e Farófias”.

Até maio de 1973, viveu-se um período de grande entusiasmo, sendo montadas doze peças de teatro para crianças, apesar das muitas dificuldades e da total falta de apoio oficial.

imagem: Correio do Ribatejo

A 5 de Julho (ou Junho) de 1973, o grupo assume o nome de Veto Teatro Oficina, apresentando espectáculos de grande ousadia política, dirigidos e representados por Carlos Oliveira, Gomes Vidal, Maria João, Hélder Santos, Nuno Domingos, José ramos e António Batalha.”

Desde então, nestes últimos cinquenta anos, assistiu-se ao mais intenso período de produção teatral deste que esta arte teve início no Teatro Taborda. A este respeito, o grupo realça a organização do Encontro “De Mãos Dadas”, acção de formação dedicada a grupos de teatro entre outros projectos. Durante estes anos, elementos do Veto participaram em ações de formação na Irlanda, Finlândia, Hungria, Polónia, (mais do que uma vez), França, além de vários em Portugal. As suas produções puderam ser vistas em países como os Estados Unidos, República Checa, Inglaterra, França, Finlândia, Espanha, e Brasil.

vídeo reportagem: Correio do Ribatejo

Em Portugal, o Veto percorreu praticamente todo o país, incluindo os Açores e a Madeira, num total de mais de 225 teatros.

Ao longo dos anos, o Veto apresentou 24 produções de teatro para crianças e 28 para adultos, o que significou alguns milhares de espectáculos e muitos milhares de espectadores de todas as idades.

Nos últimos anos o grupo tem apresentado o seu trabalho sobretudo em Santarém, no Teatro Taborda e no teatro Sá da Bandeira, onde tem garantido regularidade de produção de espectáculos quer para o público adulto, quer para crianças.

Em 2007 estreou “Bernardo Santareno …no Túneis da liberdade” que foi visto ainda em 2008 por milhares de pessoas em Santarém e em itinerância por diversos teatros da zona centro do país.