Workshop com Mário Tropa

16 e 17 Março | Teatro Taborda | Círculo Cultural Scalabitano

O Veto teatro Oficina do Círculo Cultural Scalabitano organiza nos próximos dias 16.03, sexta feira (21H30 – 23H30) e 17.03 Sábado (14H00 / 18H00) um Workshop de formação em técnicas de teatro de sombras chinesas.
As sombras Chinesas são figuras recortadas e tradicionalmente feitas em couro ou cartão (mais utilizado atualmente), ou acetato e manipuladas com varetas. As sombras chinesas não são difíceis de fazer ou de manipular e parecem sempre muito delicadas.
Existe uma lenda chinesa a respeito da origem do teatro de sombras. No ano 121, o imperador Wu Ti, da dinastia Han, desesperado com a morte de sua bailarina favorita, teria ordenado ao mago da corte que a trouxesse de volta do “Reino das Sombras”, caso contrário seria decapitado.
O mago usou a sua imaginação e, com uma pele de peixe macia e transparente, confecionou a silhueta de uma bailarina. Depois, ordenou que, no jardim do palácio, fosse armada uma cortina branca contra a luz do sol, de modo que deixasse transparecer a luz.
No dia da apresentação ao imperador e sua corte, o mago fez surgir, ao som de uma flauta, a sombra de uma bailarina movimentando-se com leveza e graciosidade. Neste momento, teria surgido o teatro de sombras.
Trata-se assim de uma arte de contar histórias que usa bonecos de sombra. As imagens produzidas pelos bonecos podem ter diversas cores e detalhes. Muitos efeitos podem ser alcançados através da movimentação tanto dos bonecos quanto da fonte de luz. Um marionetista talentoso pode fazer as figuras parecerem andar, dançar, lutar, acenar com a cabeça, rir, etc.
Essa arte é praticada em mais de 20 países e tem uma longa história no Sudeste da Ásia; (Indonésia, Malásia, Tailândia e Camboja, China, Índia e Nepal), bem como na Turquia, Grécia e em França. (In Wikipédia)
Quanto ao formador, o pintor Mário Tropa, de aluno de Artes Plásticas – Pintura na Faculdade de Belas Artes, Universidade de Lisboa, e bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian passou a professor da disciplina de Desenho em Santarém e de Pintura e Gravura nas Caldas da Rainha. Ao longo desse período realizou e participou em inúmeras exposições individuais e coletivas, estando representado em coleções nacionais e estrangeiras, tendo utilizado as sombras chinesas como recurso educativo, processo durante o qual desenvolveu o gosto pela técnica que aperfeiçoou.
Aos interessados em participar é solicitado que se inscrevam no Círculo Cultural Scalabitano (dias uteis das 14H00 às 19H00 – tel: 243 321 150) e sejam portadores de: Vestuário cómodo e Tesoura, Chizato, Lápis, Bloco de papel A4 (cavalinho).

Nuno Domingos

.
Data:
16. março. 2018 (sexta feira) 21H30 / 23H30
17. março. 2018 (sábado) 14H00 / 18H00.