Dia 14 de março às 18h00

Filipa Carmo expõe pela primeira vez na Galeria Círculo

A inauguração da sua exposição, que teria lugar no próximo dia 14 de março pelas 18h00 no foyer do CCS, FOI ADIADA. Será a VI exposição do Ciclo “Artistas da nossa terra”, da Galeria Círculo, com curadoria de Fernanda Narciso

A exposição engloba essencialmente o universo da sexualidade, da fertilidade, da relação do eu, do eu com o outro, em última análise, a catarse das emoções.

A série «The Bag Holds The Oblivion» (2014-2016) é um conjunto de 8 pinturas que recria uma história onde predomina a tristeza e solidão mas, também o humor e sarcasmo. O projeto trata o que resta de uma relação amorosa entre a mulher e um saco de plástico.

Ao longo dos anos, o conceito inicial foi evoluído e sofrido significados sem semelhança aparente, em que a carga emocional associada a um relacionamento amoroso entre mulher e homem evoluiu para um relacionamento entre humano e o ventre comum a todos.

Já a série «(Society) Stitches Me» (2016-2017), é um auto-desafio explorando a espontaneidade em que a reflexão passa para segundo plano deixando o corpo fluir no presente e simplesmente criar. É o que me agrada chamar de um exercício de mindfulness. É dos projectos mais divertidos e surpreendentes que iniciei, especialmente porque a cada composição deparava-me com reflexos e críticas sociais que me deixavam sem compreender como seria possível tal resultado sem qualquer tipo de brainstorming.
É o subconsciente a gritar?
[ Filipa Carmo 2020 ]