Conversa Monumental – Memórias no Tempo

7 e 8 de Outubro 2006

Nos passados dias 7 e 8 de Outubro, em sessões repetidas às 15 e 16 horas, decorreu a apresentação da animação histórica da Igreja de Nossa Sra. da Conceição e Diocese de Santarém, integrada no Projecto Olhar a História: “Conversa Monumental – Memórias no Tempo”, produzida pelo Veto Teatro Oficina – Círculo Cultural Scalabiatano, sob a concepção e direcção de José Ramos, com textos de José Luís Nazareth Barbosa e José Ramos, com a colaboração do Coro do Círculo Cultural Scalabitano e do seu maestro Abílio Figueiredo e, ainda, de Sara Gabriel no Canto Barroco a solo.
O espectador-visitante foi acompanhado, em todo o percurso, por um cicerone, que os convidou a percorrer o interior do edifício patriarcal, efectuando uma viagem no tempo e podendo assistir à chegada a Santarém, da Companhia de Jesus, em 7 de Maio de 1621, onde se instalaram, em 6 de Março de 1651, nos arruinados Paços Reais, cedidos por D. João IV, por alvará régio de 14 de Julho de 1647. A partir daí, esta Companhia desenvolveu uma enriquecedora actividade cultural e de ensino, que motivou a fundação da Academia dos Laureados (1720), constituída por uma plêiade de escritores, poetas e artistas, que subsistiram até à expulsão daqueles padres em 19 de Janeiro de 1759, pelo Marquês de Pombal. Prosseguindo no fio do tempo, verificou-se, seguidamente, alguns anos de inactividade. Como espaço de ensino, retomou o seu lugar histórico, graças a D. Maria II, como uma das instituições de ensino eclesiástico do país aberta à formação moderna, onde pontificaram as novas ideias, currículos e concepções teológico-religiosas.
Outros períodos atribulados se seguiram, com as Invasões Francesas, as Lutas Liberais e a Implantação da República.
O percurso pela História, através da representação teatral, terminou na Igreja, com a apresentação de peças de canto barroco, pelo Coro do Círculo Cultural Scalabitano.[LB]