50 anos do C.C.S.

Logo 50 Anos

 

Mensagens

Do Presidente da Assembleia Geral do C.C.S. (2004)

Do Presidente da Direcção do C.C.S. (2004)

 

Do Presidente da Assembleia Geral do C.C.S. (2004)

O Círculo Cultural Scalabitano festeja, neste início do Século XXI, 50 anos !
Este novo Tempo que nasce, alicerçado nas novas tecnologias da informação, transporta o estar do Homem em sociedade à globalização, levando-nos a valorizar, como tal, o espaço de identidade histórica e cultural como é o Círculo Cultural Scalabitano.

As novas tecnologias transformaram-nos em "cidadãos do mundo" e essa mais-valia não nos deve diluir em espaços meramente virtuais mas, tornarmo-nos "navegadores" críticos e conscientes das nossas raízes.
É nesta óptica que vejo o "renascer" neste século, do Círculo Cultural Scalabitano, após 50 anos de vida:

  • numa casa comum, na diversidade das secções e departamentos que o compõem,
  • na criatividade, isenta de pressão de quaisquer formas de poder,
  • no estímulo, a qualquer um "suba" ao palco do velho Teatro Taborda.

Subir ao palco é propor, pela música, pela dança, pelo teatro, pela esgrima, pelo confronto de ideias, pela luz, pela cor, pelo silêncio, pelo abrir e fechar do pano de cena, sempre, um mistério, uma nova sugestão, uma presença que se afirma!

Poder assinar a nossa vida é dos maiores privilégios que nos é concedido e, no Círculo Cultural Scalabitano essa assinatura torna-se uma verdadeira Festa!
Foi assim, muitas vezes no passado, espero que assim seja também no futuro, pois em colectividade, o entusiasmo de cada um conduz a vitória de todos.

Parabéns pelo nosso amanhã!
Santarém, Junho de 2004
O Presidente da Assembleia Geral
(Pedro Canavarro)

top

 

Do Presidente da Direcção do C.C.S. (2004)

O Círculo Cultural Scalabitano - a mais ecléctica e prestigiada associação cultural da nossa região - nasceu em 1954 da fusão do Grémio Literário Guilherme de Azevedo e do Orfeáo Scalabitano, indo, portanto, completar meio século de vida no corrente ano.

Cumprindo o objectivo principal da fusão daquelas duas prestigiadas associações que visava a criação de uma "forte unidade" que permitisse desenvolver, com êxito, várias actividades artísticas, o C.C.S. tem sido, desde então, um elemento fundamental na dinamização destas actividades, bem como na "promoção e dinamização da acção cultural", cumprindo, assim, de forma exemplar, os objectivos definidos nos seus Estatutos.

Não admira, por isso, que no decurso dos seus 50 anos de vida, o Círculo Cultural Scalabitano tenha sido agraciado com várias distinções, como a Ordem de Benemerência, o Oficialato de Instrução Pública e a Medalha de Ouro da Cidade de Santarém, além do reconhecimento como Pessoa Colectiva de Utilidade Pública.

O Círculo Cultural Scalabitano, que conta, actualmente, com cerca de novecentos associados activos, é hoje uma associação pujante e em franca renovação, orgulhosa da dinâmica e do elevado nível artístico demonstrado pelas suas Secções e Departamentos (Veto-Teatro Oficina, Orquestra Típica Scalabitana, Coro, Dança e Esgrima) responsáveis, no seu conjunto, pela realização, só no ano passado, de cerca de 150 espectáculos. A formação merece também especial atenção, nomeadamente através de oficinas de música e de teatro, destinadas aos mais novos, que vão assegurando a substituição dos elementos que vão saindo e a necessária renovação de gerações.

A título de ilustração do que se acabou de referir, importa lembrar que, só no ano de 2003, o Veto-Teatro Oficina foi responsável pela realização de 107 representações (de teatro, palhaços e teatro para crianças), a que assistiram perto de 14000 espectadores, a Orquestra Típica Scalabitana realizou 15 espectáculos, um pouco por todo o país, para cerca de 6600 pessoas e o Coro, que conta com 38 elementos, registou um assinalável progresso com a entrada de novos elementos e com o seu aperfeiçoamento e participou em vários concertos e festivais.

Resta acrescentar a actividade dos Departamentos de Dança e de Esgrima. O primeiro mantém em funcionamento várias aulas de ballet, frequentadas por 167 crianças distribuídas por várias classes do programa da Royal Academy of Dance, sendo o Círculo Cultural Scalabitano reconhecido e registado como Centro de Dança da referida Academia. O Departamento de Esgrima (Sala d´Armas de Santarém) conta com 18 praticantes regulares nas modalidades de esgrima desportiva/olímpica e artística e participou em vários eventos desportivos desta modalidade, nomeadamente em competições do quadro da Federação Portuguesa de Esgrima.

Aproveitando a passagem do 50º. Aniversário do C.C.S., entendeu, por bem, a sua Direcção comemorar condignamente esta data, com o triplo objectivo de:

  • Homenagear as diferentes Secções e Departamentos e os agentes culturais que lhes dão vida;
  • Abrir-se à Comunidade e dar a conhecer melhor a todos os scalabitanos a dimensão e a valia das suas actividades culturais;
  • Oferecer à população da cidade, em vários locais públicos, alguns espectàculos variados, a levar a cabo pelas suas Secções e Departamentos.

As comemorações dos 50 anos do Círculo Cultural Scalabitano vão decorrer de 7 de Julho - data da sessão inaugural - até 11 de Dezembro de 2004 - data da sessão de encerramento e constam de diversas actividades que são apresentadas no programa-resumo que se anexa a esta apresentação e serão objecto de um tratamento mais completo e desenvolvido numa publicação que está a ser elaborada para o efeito e que será oportunamente distribuída.

Além do programa completo das comemorações serão, ainda, dados a conhecer, nessa publicação, documentos e elementos curiosos da história e da vida do Círculo, bem como das associações que lhe deram origem: Grémio Literário Guilherme de Azevedo e Orfeão Scalabitano. É também uma oportunidade para lembrarmos e homenagearmos muitos dos pioneiros e dos homens de talento e exemplos de altruísmo que criaram estas associações, as engrandeceram e asseguraram o seu funcionamento e transmissão até aos nossos dias.

Santarém, Junho de 2004
O Presidente da Direcção
(Joaquim Adriano Botas Castanho)

 

top